• Santuário Santa Rita de Cássia
  • Notícias Gerais
     
     
    20.Out - Sacerdote de igreja atacada questiona: Qual Chile queremos construir?

    SANTIAGO, 20 out. 20 / 09:40 am (ACI).- Padre Pedro Narbona, pároco da Paróquia da Assunção, em Santiago, Chile, igreja atacada em 18 de outubro por uma turba, exortou a abrir os corações “sem ódio e sem vingança” para “uma profunda reflexão pelo Chile que queremos construir”.


    As palavras que o pároco dirigiu a ACI Prensa – agência em espanhol do Grupo ACI – se deram no dia seguinte ao ataque a esta igreja e à igreja de São Francisco de Borja, ambas no centro da cidade. Os atos de vandalismo ocorreram em meio às manifestações do primeiro ano de revolta social no país.


    “A morte e a dor não têm a última palavra, mas a esperança e a vida têm sempre a última palavra. Quem triunfa é sempre nosso Senhor e nós estamos apoiados e unidos a Ele”, assegurou Pe. Narbona.


    O sacerdote manifestou preocupação porque, “diante de tanta destruição, tanto ódio e vingança”, os mais atingidos são os pobres. “E, neste caso, é uma comunidade concreta que viu por duas, três vezes ser vandalizado o seu local de encontro, de culto, de história”, acrescentou, recordando a vida pastoral e de fé da comunidade.



    “É um lugar vivo”, onde as pessoas “confiam que Jesus Cristo, o Bom Pastor, as conduz através de desfiladeiros escuros e não tememos nada. A certeza e a força que nos dá agora é essa, sem ódio, sem vingança, mas sim que abramos os corações a uma profunda reflexão pelo Chile que queremos construir”, disse em referência ao próximo plebiscito constitucional de 25 de outubro.


    Do mesmo modo, recordou que na encíclica Fratelli tutti, o Papa Francisco “nos convida a sonhar com o mundo que queremos, o país que queremos; queremos um país aberto, um país que acolhe, um país onde todos possamos sentar à mesa, mas realmente todos, e não excluamos ninguém”.


    “O Chile, como dizem nossos bispos, tem uma vocação de entendimento, não de confronto, o Chile é chamado a ser um país de irmãos onde cada um tem pão, respeito e alegria. Isso é o fundamental, o mais importante. Abrir o coração à esperança, a Jesus Cristo”, assegurou Pe. Narbona.


    Por isso, convidou os crentes e todos em geral a "encontrar a luz, a paz, que o Senhor desarme as nossas mãos, refresque as nossas mentes e abra os nossos corações ao diálogo, que é o melhor", concluiu.


    O sacerdote se encontra em bom estado de saúde e aguarda a perícia que a Polícia de Investigação do Chile (PDI) faz à igreja, para depois avaliar com as autoridades eclesiais os passos a seguir para levantar espiritual, moral e fisicamente a comunidade.


    A Igreja da Assunção já havia sido atacada em 8 de novembro de 2019. Devido à pandemia de coronavírus, tem sido difícil para a comunidade se erguer novamente.


    Há poucas semanas, as missas e a vida pastoral foram retomadas após medidas de saúde para prevenir a propagação de Covid-19.


    Minutos antes de saquear e queimar a Paróquia da Assunção, a turba atacou a Paróquia de São Francisco de Borja, dedicada à instituição dos Carabineiros de Chile.


    Ambas as igrejas foram saqueadas, pichadas em seu interior e totalmente queimadas, a ponto de seus campanários e telhados não resistirem ao fogo.


    A Polícia de Investigações do Chile e os Carabineiros estão realizando os respectivos laudos periciais para localizar os responsáveis.


    Publicado originalmente em ACI Prensa. Traduzido e adaptado por Natalia Zimbrão.


    Fonte: ACI Digital

    Indique a um amigo
     
     
    Contato
  • Santuário Santa Rita de Cássia


    Rua Padre Dehon, 728 Hauer – Curitiba/PR
  • (41) 3276-2075; (41) 3278-6557 ou (41) 98778-1840
  • santuariodasrosasctba@hotmail.com
  • instagram twitter
     
    Patrocinadores
     

    Copyright © 2020 Santuário Santa Rita de Cássia. Todos os direitos reservados.