• Santuário Santa Rita de Cássia
  • Notícias Gerais
     
     
    29.Abr - Guarda Suíça: em 6 de maio, o juramento de 36 novos recrutas

    Vatican News


    Trinta e seis novos recrutas da Guarda Suíça Pontifícia farão seu juramento no dia 6 de maio. A cerimônia será realizada no Vaticano, como é tradição, no Pátio São Damaso do Palácio Apostólico, às 17h locais. No entanto, será realizada de forma reduzida e poderá ser seguida através de transmissão ao vivo no site oficial da Guarda Suíça Pontifícia. Estarão presentes os pais e irmãos e irmãs dos guardas que farão o juramento, assim como os representantes oficiais da Federação Helvécia, da Igreja e do cantão anfitrião de Nidwald.



    História


    Os guardas da Guarda Suíça Pontifícia fazem seu juramento no aniversário do Saque de Roma. Em 6 de maio de 1527, 189 guardas suíços defenderam o Papa Clemente VII contra um exército esmagador de lansquenês alemães e mercenários espanhóis. 147 caíram na batalha, incluindo o então comandante Kaspar Röist de Zurique. 42 guardas conseguiram escapar através do 'Passetto di Borgo' para o Castelo Sant'Angelo. O Papa Clemente VII foi forçado a se render pouco depois, mas sua vida e a dos 42 guardas foram poupadas da fúria sanguinária.



    O Juramento


    O juramento é feito com a bandeira do corpo da Guarda Suíça Pontifícia e na presença do representante do Papa, o substituto da Secretaria de Estado, dom Edgar Peña Parra. Ao fazê-lo, os guardas prometem proteger e defender o Papa reinante e todos os seus legítimos sucessores nos momentos de necessidade, mesmo correndo o risco de suas próprias vidas - assim como fizeram nossos corajosos e fiéis antepassados.


    "Juro servir o Papa reinante e seus legítimos sucessores com fidelidade, lealdade e honra, dedicar-me a eles com todas as minhas forças, se necessário até mesmo sacrificando minha vida em sua defesa", recita a fórmula do juramento, lida pelo capelão. "Assumo os mesmos deveres para com o Colégio Cardinalício durante a vacância da Sé Apostólica. Também prometo ao Comandante e a outros Superiores respeito, lealdade e obediência. Assim juro, que Deus e nossos Santos Patronos me ajudem." "Eu, Alabardeiro ...", é a resposta dos guardas à bandeira, "juro observar fiel, leal e honrosamente tudo o que me foi lido neste momento. Que Deus e nossos Santos Padroeiros me ajudem!".



    Celebrações


    No dia anterior, quinta-feira 5 de maio, às 17h locais, terão lugar as Vésperas na Igreja de Santa Maria da Piedade no Campo Santo Teutônico, celebradas pelo abade do Mosteiro de Einsiedeln, don Urbano Federer O.S.B.. A isto se seguirão a colocação de uma coroa de flores em homenagem aos que morreram em 6 de maio de 1527 e a atribuição de honras na "Praça dos Protomártires Romanos" feitas pelo arcebispo Peña Parra. No dia 6 de maio, às 7h30 locais, será celebrada uma Missa no altar principal da Basílica de São Pedro, pelo Cardeal Mauro Gambetti, arcipreste da Basílica Papal Vaticana. A celebração eucarística também poderá ser seguida ao vivo. Às 17h, portanto, o juramento no Pátio de São Dâmaso, que em caso de mau tempo será realizado na Sala Paulo VI.



    Convidados


    O evento se realiza em um ambiente festivo. Os guardas usarão a "Gran Gala", o uniforme de gala incluindo a armadura, que é usada para a bênção papal "Urbi et Orbi", no Natal e na Páscoa. A cerimônia será assistida - como mencionado - exclusivamente pelos pais, irmãos e irmãs dos Guardas que farão o juramento, famílias de Guardas casados e representantes da Suíça. As autoridades suíças serão representadas pelo presidente do Conselho Federal, Ignazio Cassis, a presidente do Conselho Nacional, Irène Kälin, e o presidente do Conselho de Estados, Thomas Hefti. O Exército Suíço será representado pelo brigadeiro Marcel Amstutz, chefe do Estado-Maior do Comando Instrução. A Conferência Episcopal Suíça será representada por seu presidente, dom Felix Gmür, bispo da Basiléia, e pelo abade don Urban Federer.



    Composição e funções


    O mais antigo corpo militar do mundo, fundado pelo Papa Júlio II em 1506, é responsável pela proteção dos Papas, atualmente o Papa Francisco. Dirigido pelo coronel Christoph Graf, é responsável pela guarda das entradas do Vaticano, o Palácio Apostólico, prestando serviços de ordem e representação durante as cerimônias papais e recepções de Estado, e protege o Colégio Cardinalício durante a Sé Vacante. O corpo é composto por guardas de todas as partes da Suíça. A maioria vem do cantão de Lucerna (19), seguida pelos cantões de São Galo (14) e Valais (13).


    Fonte: Vatican News

    Indique a um amigo
     
     
    Contato
  • Santuário Santa Rita de Cássia


    Rua Padre Dehon, 728 Hauer – Curitiba/PR
  • (41) 3276-2075; (41) 3278-6557 ou (41) 98778-1840
  • santuariodasrosasctba@hotmail.com
  • instagram twitter
     
    Patrocinadores
     

    Copyright © 2022 Santuário Santa Rita de Cássia. Todos os direitos reservados.